Café reage em NY e fecha com boa alta com recuperação técnica, acima de US$ 1,00

212

     Porto Alegre, 07 de julho de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações desta terça-feira com preços acentuadamente mais altos.

     A sessão foi de muita volatilidade e novamente NY teve perdas em parte do dia. As previsões retirando risco de geadas no Brasil nos próximos 15 dias, com a última massa de ar polar que chegou não ameaçando as lavouras, exerceu pressão sobre o mercado neste começo de semana. A entrada de uma safra recorde no Brasil é fator fundamental baixista.

     Porém, o mercado conseguiu encontrar um forte movimento de recuperação técnica, com cobertura de posições de fundos e de especuladores. O mercado testou na alta a linha de US$ 1,00 a libra-peso e fechou para setembro ligeiramente acima deste patamar. Deve nos próximos dias seguir testando essa linha importante tecnicamente, para cima ou para baixo. Fundamentalmente, a safra recorde no Brasil e o superávit na oferta global em 2020/21 seguem pesando sobre as cotações e podendo limitar avanços.

     Os contratos com entrega em setembro fecharam o dia a 100,30 centavos de dólar por libra-peso, com alta de 2,15 centavos, ou de 2,2%. A posição dezembro fechou a 102,90 centavos, com valorização de 2,00 centavos, ou de 2,0%.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA