Banco CNH Industrial apresenta crescimento nos resultados de 2019

322

     Porto Alegre, 9 de julho de 2020 – O braço financeiro da CNH Industrial, sediado em Curitiba (PR), fechou o relatório anual de 2019 em crescimento com um portfólio total de R$ 10,1 bilhões, R$ 1,2 bilhões a mais em relação ao ano anterior. A instituição financeira registrou lucro líquido de R$ 175 milhões em 2019 e seu “penetration” — indicador que aponta o quanto é financiado em relação aos bens vendidos — ficou acima de 30% em todos os segmentos no fim do exercício.

     O Banco CNH Industrial atua há 21 anos no Brasil e está presente em mais de 540 localidades do país, por meio das rede de concessionárias das marcas da CNH Industrial – Case IH, CASE Construction Equipment, New Holland Agriculture, New Holland Construction, IVECO, IVECO Bus e FPT Industrial, atuando na concessão de crédito por meio de linhas de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Crédito Direto ao Consumidor (CDC), para a aquisição de máquinas e implementos agrícolas e de construção, veículos comerciais e geradores de energia, produzidos pelas marcas do grupo e operações de arrendamento mercantil.

     A instituição conta com escritórios em Curitiba e Buenos Aires (Argentina) para garantir o suporte necessário às operações internacionais em toda a América do Sul e equipe de campo especializada nos principais polos industriais e econômicos do país.

     Para o presidente do Banco CNH Industrial, Heberson José de Góes, o ano de 2019 foi um ano bastante desafiador para o mercado como um todo e o equilíbrio das operações foi garantido por meio da estratégia defunding do Banco, mantendo o suporte à CNH Industrial com produtos diferenciados de financiamento. “Apresentamos desempenho sólido e estável no ano passado, com um nível de originação bastante robusto e aumentamos nosso penetration em veículos comerciais e construção, por meio de produtos atrativos para os clientes. Mantivemos o nosso portfólio saudável e com qualidade, mesmo com os desafios de financiamento público apresentados no ano. Também cumprimos as metas de retorno financeiro para o acionista e fortalecemos o Crédito Direto ao Consumidor (CDC) para todos os segmentos”, ressalta. As informações são da assessoria de imprensa da CNH.

     Revisão: Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA