Diminui fila de navios atracados para embarque de açúcar

225

     Porto Alegre, 10 de julho de 2019 – O total de navios que aguarda para embarcar açúcar nos portos brasileiros estava em 77 na semana encerrada em 08 de julho, contra 80 na semana anterior (01), de acordo com levantamento realizado pela agência marítima Williams Brasil. Conforme o relatório, foi agendado carregamento de 3,347 milhões de toneladas de açúcar, ante 3,590 milhões de toneladas na semana anterior. Pelo Porto de Santos (SP) deve ser carregada a maior parte, 2.680.648 toneladas, ou 80% do total. Depois aparecem o porto de Paranaguá, no Paraná (646.834 toneladas – 19%), e São Sebastião, São Paulo (20.000 toneladas – 1%).

    A carga de açúcar a ser exportada consiste da variedade VHP (3.168.582 toneladas) e Cristal B150 (178.900 toneladas). O relatório da agência leva em conta as embarcações já ancoradas, as que estão em largo esperando atracação e ainda as com previsão de chegada até o dia 30 de agosto.

Produção de açúcar e etanol

    Na segunda metade do junho, 47,42% da cana-de-açúcar foi destinada à produção de açúcar no Centro-Sul, ante 37,06% registrados no mesmo período de 2019. Segundo a União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA), a maior proporção de matéria-prima direcionada à fabricação de açúcar teve reflexos nos números, a produção do adoçante aumentou 23,34% nos últimos quinze dias de junho deste ano e atingiu 2,73 milhões de toneladas, contra 2,21 milhões de toneladas verificadas em idêntica quinzena do ano anterior. 

   O volume fabricado de etanol alcançou 1,96 bilhão de litros na segunda quinzena de junho, sendo 596,30 milhões de litros de etanol anidro e 1,36 bilhão de litros de etanol hidratado. Desse total, 88,63 milhões de litros foram fabricados a partir do milho.

     No acumulado desde o início da safra 2020/2021 até 1 de julho, a produção de açúcar alcançou 13,30 milhões de toneladas, contra 8,94 milhões de toneladas verificadas na mesma data do ciclo 2019/2020.

    O diretor técnico da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues, ressalta que “além das condições de mercado, a melhor qualidade da matéria-prima tem favorecido a produção de açúcar. Com aproximadamente 40% da safra realizada até o momento, se observou um aumento de 4,35 milhões de toneladas na produção de açúcar. Desse montante, 657 mil toneladas de açúcar resultaram do aumento da moagem e o restante, 3,70 milhões de toneladas são fruto da alteração do mix de produção, que permitiu o crescimento de na produção de açúcar”.

    A fabricação acumulada de etanol, por sua vez, totalizou 10,00 bilhões de litros, sendo 2,82 bilhões de litros de etanol anidro e 7,18 bilhões de litros de etanol hidratado. Do total fabricado, 506,93 milhões de litros do biocombustível foram produzidos a partir do milho.

      Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA