Algodão cede em NY com melhora nas condições das lavouras americanas

242

     Porto Alegre, 14 de julho de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures) para o algodão fechou com preços mais baixos nesta terça-feira.

     Desde o começo da sessão, o mercado foi pressionado pela melhora nas condições das lavouras norte-americanas, mostrada no relatório semanal do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. Contribuiu para as perdas o aumento da tensão entre Estados Unidos e China, o que pode prejudicar a demanda asiática pelo produto americano.

     O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou dados sobre as condições das lavouras americanas de algodão. Segundo o USDA, até 12 de julho, 44% estavam entre boas e excelentes condições, 30% em situação regular e 26% em condições entre ruins e muito ruins. Na semana anterior, os percentuais eram de 43, 34 e 23 pontos, respectivamente.

     Os contratos com entrega em dezembro/2020 fecharam no dia a 62,63 centavos de dólar por libra-peso, baixa de 0,72 centavo, ou de 1,1%. Março/2021 fechou a 63,26 centavos, com desvalorização de 0,73 centavo, ou de 1,1%.

     Lessandro Carvalho ([email protected]) – Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA