Ações caem mais de 1% na Europa com foco em tensões entre EUA e China

354

Porto Alegre, 24 de julho de 2020 – Os principais índices do mercado de ações europeu fecharam o último pregão da semana em queda de mais de 1%, refletindo a aversão ao ricos com o aumento das tensões entre a China e os Estados Unidos.

Pequim ordenou o fechamento do consulado norte-americano em Chengdu, em retaliação à decisão de Washington de fechar o consulado chinês em Houston. A China também fez representações aos Estados Unidos sobre o discurso de ontem do secretário de Estado Mike Pompeo, que pediu união aos aliados para combater o país.

“Uma série de dados econômicos otimistas na região foi combatida pela escalada das tensões entre os Estados Unidos e a China”, de acordo com analistas da Charles Schwab, em relatório.

Os dados preliminares sobre atividades da indústria e serviços em toda a região excederam as expectativas, com o índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da zona do euro subindo para um nível máximo de 25 meses.

Além disso, os PMIs de indústria e serviços do Reino Unido estavam acima das expectativas e o país registrou um declínio muito menor do que o esperado nas vendas no varejo e na confiança do consumidor, de acordo com as previsões.

As informações são da Agência CMA.

Revisão: Gabriel Nascimento ([email protected]) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA