Dólar volátil deve manter ritmo de negócios com milho lentos no Brasil

157

     Porto Alegre, 24 de julho de 2020 – O mercado brasileiro de milho deve registrar uma sexta-feira de ritmo lento nos negócios. O dólar, bastante volátil, prejudica uma tomada de decisão tanto por parte de vendedores quanto de compradores, que adotam uma atitude mais cautelosa. No cenário internacional a Bolsa de Chicago recua, revertendo os ganhos de ontem.

     Na quinta-feira, o mercado brasileiro de milho teve um dia confuso mais uma vez na comercialização com a volatilidade do câmbio, e as cotações ficaram pouco alteradas. Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari, essa volatilidade dificulta a condução de um mercado dentro de um ambiente normal e alinhado.

     No Porto de Santos, o preço ficou em R$ 50,00/51,00 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), preço em R$ 48,50/51,00 a saca.

     No Paraná, a cotação ficou em R$ 44,00/46,50 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 46,50/48,00 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 49,00/50,50 a saca.

     No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 50,00/51,00 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 47,00/48,00 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 40,00 – R$ 41,00 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, preço ficou a R$ 37,00/38,00 a saca em Rondonópolis.

CHICAGO

* A posição setembro opera com baixa de 1,00 centavo, ou 0,30%, cotada a US$ 3,27 por bushel.

* O mercado chegou a buscar suporte na perspectiva de produtividade menor nos Estados Unidos, que pode ser atestada por empresas privadas a partir da próxima semana, mas reverteu para o território negativo em meio ao aumento das tensões entre Estados Unidos e China.

* Ontem (23), os contratos de milho com entrega em setembro fecharam a US$ 3,28, com alta de 0,50 centavo, ou 0,15%, em relação ao fechamento anterior.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra desvalorização de 0,28%, cotado a R$ 5,2010, operando com bastante volatilidade nesta sexta-feira.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam em baixa. Xangai, -3,86%. Tóquio, feriado.

* As principais bolsas na Europa operam fracas. Paris, -1,33%; Frankfurt, -1,53%; Londres, -1,22%.

* O petróleo opera com ganhos. Agosto do WTI em NY: US$ 41,35 o barril (+0,7%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,08%, a 94,62 pontos.

AGENDA

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

     Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA