Preços do boi ampliam alta em julho com oferta restrita

240

     Porto Alegre, 31 de julho de 2020 – Os preços do boi gordo continuaram subindo no mercado físico em julho. “O mês foi pautado pela continuidade do movimento de alta em grande parte do país. A oferta seguiu restrita, da mesma maneira que as exportações de carne bovina permaneceram em bom nível. O processo de reabertura em importantes centros de consumo, a exemplo da cidade de São Paulo, ocupou papel importante na composição da demanda doméstica”, disse o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias.

     Segundo ele, os frigoríficos ainda estão operando com escalas de abate curtas, e passaram a atuar na compra de gado de maneira mais agressiva no final de julho. Em perspectiva, embora permaneça a tendência de entrada de animais à termo no mercado em agosto, só se espera incremento na oferta por conta dessa modalidade efetivamente na segunda quinzena do mês.  

   “A perspectiva de boa demanda de carne bovina no início de agosto é outro elemento que precisa ser considerado, com o Dia dos Pais motivando a demanda. Ao mesmo tempo, o resultado das exportações em julho segue satisfatório, com uma presença ainda significativa da China nos embarques brasileiros”, completou. 

    Destaque no setor ainda para a tentativa de controle mais rígido em relação à contaminação com Covid-19 no chão de fábrica, provocando suspensão provisória das atividades em algumas unidades frigoríficas ao redor do mundo. 

    Com isso, os preços a arroba do boi gordo na modalidade à prazo nas principais praças de comercialização do País estavam assim no dia 30 de julho:

* São Paulo (Capital) – R$ 225,00 a arroba, contra R$ 220,00 a arroba em 30 de junho, subindo 2,3%.

* Goiás (Goiânia) – R$ 218,00 a arroba, ante R$ 210,00 a arroba (+3,8%).

* Minas Gerais (Uberaba) – R$ 220,00 a arroba, contra R$ 211,00 a arroba (4,3%).

* Mato Grosso do Sul (Dourados) – R$ 217,00 a arroba, ante R$ 209,00 a arroba (3,8%).

* Mato Grosso (Cuiabá) – R$ 205,00 a arroba, contra R$ 198,00 a arroba (+3,5%).

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA