Mercado de milho deve seguir com preços em alta, atento ao câmbio

87

     Porto Alegre, 21 de agosto de 2020 – O mercado brasileiro de milho deve manter preços em alta no Brasil nesta sexta-feira, em meio à alta do dólar frente ao real e à escassez de oferta interna. No cenário internacional, a Bolsa de Chicago se recupera das perdas de ontem e opera em alta.

     Ontem (20), o mercado brasileiro de milho apresentou novamente preços mais altos nesta quinta-feira. Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari, o cereal mantém-se muito firme e com oferta extremamente restrita.

     No Porto de Santos, o preço ficou em R$ 60,00/62,00 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), preço em R$ 59,00/61,00 a saca.

     No Paraná, a cotação ficou em R$ 54,00/55,00 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 59,00/60,00 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 62,00/63,00 a saca.

     No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 58,00/60,00 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 56,00/58,00 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 50,00 – R$ 51,00 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, preço ficou a R$ 47,50/50,00 a saca em Rondonópolis.

CHICAGO

* A posição setembro opera com ganho de 1,25 centavo, ou 0,38%, cotada a US$ 3,25 3/4 por bushel.

* Os contratos do milho têm preços mais altos na sessão eletrônica na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT). O cereal busca suporte no pior desenvolvimento das lavouras em Iowa, no oeste dos Estados Unidos, que foram atingidas por tempestades no início do mês.

* Segundo avaliação dos participantes da “Crop Tour”, realizada pela Pro Farmer, a produtividade média do milho deve ficar em 177,81 bushels por acre em Iowa, ante 183,61 bushels por acre dos últimos três anos e de 182,83 acres obtidos no ano passado.

* Ontem (20), os contratos de milho com entrega em setembro fecharam a US$ 3,24 1/2, com baixa de 0,50 centavo, ou 0,15%, em relação ao fechamento anterior.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra valorização de 0,53%, cotado a R$ 5,5870.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam em alta. Xangai, +0,50%. Tóquio, +0,17%.

* As principais bolsas na Europa operam mistas. Paris, -0,11%; Frankfurt, +0,05%; Londres, -0,11%.

* O petróleo opera com perdas. Setembro do WTI em NY: US$ 42,24 o barril (-1,35%).

* O Dollar Index registra alta de 0,49%, a 93,25 pontos.

AGENDA

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

     Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA