Preocupação com clima nos EUA assegura 8ª sessão de alta para a soja em Chicago

91

     Porto Alegre, 2 de setembro de 2020 – Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quarta-feira com preços em alta. O clima seco nos Estados Unidos e a perspectiva de demanda chinesa pelo produto americano garantiram a oitava sessão consecutiva de ganhos.

     O clima desfavorável deve levar o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) a revisar para baixo as suas estimativas para a temporada 2020. O próximo relatório será divulgado no dia 11. Consultorias privadas já estão cortando suas projeções.

     A procura pela soja americana deve continuar aquecida, principalmente por parte da China. Amanhã o USDA vai divulgar os números semanais para as vendas líquidas. O mercado espera por um volume entre 1 milhão e 1,8 milhão de toneladas.

     Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com alta de 7,25 centavos ou 0,75% em relação ao fechamento anterior, a US$ 9,62 por bushel. A posição janeiro teve cotação de US$ 9,68 1/4 por bushel, com ganho de 7,25 centavos ou 0,75%.

     Nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com baixa de US$ 0,60 ou 0,19% a US$ 310,20 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 33,53 centavos de dólar, alta de 0,65 centavo ou 1,97%.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyght 2020 – Grupo CMA