Mercado de milho espera dia calmo nos negócios, com comprador retraído

76

     Porto Alegre, 15 de setembro de 2020 – O mercado brasileiro de milho deve registrar mais um dia de negócios calmos no Brasil. O comprador segue retraído, tentando forçar novos movimentos de queda nos preços para retomar as aquisições, enquanto os produtores seguem adotando a estratégia de reter as ofertas. No cenário internacional, a Bolsa de Chicago opera em queda, realizando lucros.

     Ontem (14), o mercado brasileiro de milho registrou preços pouco alterados. O mercado não apresentou maior pressão de venda. Por outro lado, também os compradores estão tentando não aceitar valores mais altos, como destaca o consultor de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari.

     No Porto de Santos, o preço ficou em R$ 60,00/61,00 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), preço em R$ 60,00/61,00 a saca.

     No Paraná, a cotação ficou em R$ 54,00/56,00 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 59,00/60,00 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 60,00/61,00 a saca.

     No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 61,00/63,00 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 55,00/57,00 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 51,00 – R$ 54,00 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, preço ficou a R$ 50,00/52,00 a saca em Rondonópolis.

CHICAGO

* A posição dezembro opera com baixa de 1,75 centavo, ou 0,47%, cotada a US$ 3,67 3/4 por bushel.

* O mercado embolsa parte dos lucros acumulados recentemente. A piora nas condições das lavouras norte-americanas, porém, limita as perdas, assim como a boa demanda pelo cereal do país.

* O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou dados sobre as condições das lavouras americanas de milho. Segundo o USDA, até 13 de setembro, 60% estavam entre boas e excelentes condições – o mercado esperava 61% -, 25% em situação regular e 15% em condições entre ruins e muito ruins. Na semana anterior, os números eram de 61%, 25% e 14%, respectivamente.

* Ontem (14) os contratos de milho com entrega em dezembro fecharam a US$ 3,69 1/2, com alta de 1,00 centavo, ou 0,27%, em relação ao fechamento anterior.

CÂMBIO

* O dólar comercial opera com baixa 0,68% a R$ 5,240 neste momento.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam mistas. Xangai, +0,51%. Tóquio, -0,44%.

* As principais bolsas na Europa operam em alta. Paris, +0,42%; Frankfurt, +0,28%; Londres, +1,09%.

* O petróleo opera com ganhos. Outubro do WTI em NY: US$ 37,69 o barril

(+1,07%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,25%, a 92,82 pontos.

AGENDA

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Paraná – Deral, na parte da manhã.

– Esmagamento de soja dos EUA em agosto – NOPA, 13hs.

– Estoques de café dos EUA em agosto – GCA, 16hs.

—–Quarta-feira (16/09)

– Japão: A balança comercial de agosto será publicada na noite anterior pelo Ministério de Finanças.

– Reino Unido: O índice de preços ao consumidor de agosto será publicado às 3h pelo departamento de estatísticas.

– Reino Unido: O índice de preços ao produtor agosto será publicado às 3h pelo departamento de estatísticas.

– Eurozona: A balança comercial de julho será publicada às 6h pela Eurostat.

– A posição dos estoques de petróleo até sexta-feira da semana passada será publicada às 11h30min pelo Departamento de Energia (DoE).

– EUA: A decisão de política monetária de janeiro será publicada às 15h pelo Federal Reserve.

– Definição da taxa Selic, o juro básico da economia brasileira – Copom/BC, após o fechamento do mercado.

—–Quinta-feira (17/09)

– Japão: A decisão de política monetária será publicada na madrugada pelo Banco do Japão (BoJ).

– Eurozona:  A leitura final do índice de preços ao consumidor de agosto será publicada às 6h pela Eurostat.

– Reino Unido: A decisão de política monetária será publicada às 3h pelo Banco da Inglaterra (BoE).

– A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados do Indice Geral de Preços – 10 (IGP-10) referentes a setembro.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 9h30min.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (18/09)

– Alemanha: O índice de preços ao produtor de agosto será publicado às 3h pelo Destatis.

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

     Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA