Mercado de algodão estanca queda após nove dias seguidos de baixa

85

     Porto Alegre, 18 de setembro de 2020 – Buscando uma correção em relação ao mercado internacional, nesta quinta-feira (17) as cotações domésticas do algodão interromperam a trajetória de nove dias úteis em baixa. Na média do CIF de São Paulo, a pluma fechou cotada a R$ 3,09 por libra-peso, com alta de 0,41% em relação ao dia anterior. Apesar disso, em setembro a pluma acumula perdas de 6,5%. No dia 10, o valor era de R$ 3,12 por libra-peso.

     Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, com a oferta de produto nacional em ascensão e com o consumo das indústrias mostrando-se pouco agressivo, a tendência para as cotações segue sendo de baixa. “Essa reação de ontem parece ser pontual e um ajuste devido ao recente deslocamento, para baixo, da fibra brasileira em relação à norte-americana”, pondera.

     No FOB exportação do porto de Santos/SP, a pluma brasileira fechou cotada a 59,27 centavos de dólar por libra-peso (c/lb). Comparada ao contrato de maior liquidez na Ice Futures, está 10% mais acessível. Há uma semana, era 8,1% mais acessível. No mesmo período do ano passado, estava apenas 0,2% mais barata.

     “Num ano como o atual, a tendência é que as cotações busquem a paridade de exportação”, lembra Bento. Porém, o atual prêmio negativo no Brasil é resultado do excesso da demanda em relação à oferta interna e de uma presença ainda pouco agressiva de compradores internacionais.

     Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA