Ações da Ásia fecham em queda com receio por novos confinamentos

48
Economia agricola
Economia agricola

     Porto Alegre, 22 de setembro de 2020 – Os principais índices do mercado de asiático fecharam em queda, em linha com as perdas de ontem em Wall Street, refletindo o avanço de casos de covid-19, em especial na Europa, e os temores por novos confinamentos. A Bolsa de Tóquio permaneceu fechada devido a um feriado local.

     “O medo do vírus que já há alguns dias pesa continuou presente, dado o forte aumento das infecções em diversos países importantes, como Reino Unido, Espanha, França. Hoje o Reino Unido deve anunciar mudanças”, de acordo com analistas do Serenity Markets.

     Além disso, “muita decepção em Wall Street com o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano)”, segundo os analistas. A declaração de ontem do presidente do Fed, Jerome Powell, preparada para ser dita hoje em audiência no Congresso, “aconteceu novamente sem dor ou glória”.

     Por fim, o governo norte-americano não consegue chegar a um acordo sobre o plano de ajuda, e a morte recente da juíza da Suprema Corte Ruth Bader Ginsburg complica tudo, pois democratas e republicanos já brigam por sua substituição.

     Entre as bolsas asiáticas, a de Seul caiu mais de 2% e liderou as perdas, puxadas pelos setores farmacêutico e de automóveis. Além disso, o banco central da Coreia do Sul disse que não vê necessidade de rebaixar suas projeções atuais de crescimento econômico.

     Confira abaixo a variação e a pontuação de fechamento dos índices asiáticos:

     Hang Seng (Hong Kong): -0,98%, 23.716,85 pontos

     Xangai Composto (Xangai): -1,29%, 3.274,30 pontos

     Kospi (Seul): -2,38%, 2.332,59 pontos

     Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA