Cotações futuras do açúcar sobem em NY com correção técnica

62

    Porto Alegre, 22 de setembro de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US) para o açúcar bruto encerrou o pregão eletrônico com cotações em alta.

     O mercado corrigiu tecnicamente após as perdas de ontem, ignorando fatores negativos, como o fortalecimento do dólar ante outras divisas e nova derrapada do petróleo.

    Na sessão da segunda-feira, os contratos futuros do açúcar caíram cerca de 2%, pressionados pela queda nos preços do petróleo, valorização do dólar, e pelas perdas nos mercados acionários em todo o mundo com os temores sobre os impactos de uma nova onda de coronavírus na Europa.

    O analista da SAFRAS & Mercado, Maurício Muruci, aponta que o cenário de curto prazo para as cotações internacionais do açúcar é negativo, com rolagens de outubro para diante pressionando as cotações, além de fatores fundamentais.

    Segundo ele, as cotações futuras do açúcar bruto devem cada vez mais se afastar das máximas recentes, quando encostaram em 13,50 centavos de dólar por libra-peso, e se direcionar para a linha de 12,50 centavos. “Colabora para este viés negativo a perspectiva de uma safra com volumes robustos na Ásia em 2020/21, após uma temporada de chuvas de monção extremamente significativa, além de uma demanda retraída, reflexo das medidas de isolamento social provocadas pela pandemia”, assinalou.

   Os contratos com entrega em março/2021 encerraram o dia a 13,41 centavos de dólar por libra-peso, com alta de 0,28 centavo (2,13%) em relação ao fechamento anterior. A mínima do dia foi de 13,11 centavos, e a máxima chegou a 13,49 centavos.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA