Preços domésticos do açúcar sobem em setembro apesar de safra recorde

88

     Porto Alegre, 02 de outubro de 2019 – Os preços domésticos do açúcar continuaram subindo em setembro apesar da safra recorde registrada na região Centro-Sul. Em Santos, a saca de 50 quilos do açúcar cristal encerrou o mês com preço de R$ 87,00, alta de 3,6% sobre o preço de 31 de agosto (R$ 84,00). Em Ribeirão Preto, o preço subiu 4,8%, passando de 84 reais por saca no final de agosto para 89 reais a saca de 50 quilos em 30 de setembro.

     Os preços internos do açúcar seguiram firmes com compras por parte da indústria de alimentos e bebidas, já se preparando para a demanda das festas de final de ano, ao mesmo tempo em que as usinas reduzem a disponibilidade de oferta, priorizando a produção de açúcar VHP, para exportação, disse o analista da consultoria SAFRAS & Mercado, Maurício Muruci. Ao mesmo tempo, a sinalização de uma gradual recuperação na demanda do etanol hidratado nas bombas reforçou um cenário de queda na oferta de açúcar cristal, ajudando a sustentar os preços.

     Conforme dados da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA), refletindo a maior moagem de cana, a melhor qualidade da cana e do mix mais açucareiro, a produção de açúcar aumentou 55,96% nos 15 primeiros dias de setembro, com 3,18 milhões de toneladas fabricadas neste ano, na comparação com o mesmo período de 2019. No agregado desde o início da safra, a produção de açúcar atingiu 29,07 milhões de toneladas, ante 20,05 milhões de toneladas em igual período de 2019, alta de 45%.

Exportação de açúcar mais do que dobra em setembro

     A receita diária média obtida com as exportações brasileiras de açúcar e outros melaços foi de US$ 48,215 milhões em setembro (21 dias úteis), conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

     Já o volume médio diário de exportações chegou a 172,415 mil toneladas. Foram exportadas 3.620.709 toneladas de açúcar no período, com receita total de US$ 1,012 bilhão e um preço médio de US$ 279,60 por tonelada.

   Em setembro de 2019, as exportações totalizaram 1,711 milhão de toneladas, com receita de US$ 486,8 milhões. Em volume, as exportações cresceram 112% em setembro de 2020, enquanto em receita houve crescimento de 108%.

      Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA