Mercado de café deverá ter mais um dia poucos negócios no Brasil

216

     Porto Alegre, 14 de outubro de 2020 – O mercado brasileiro de café deverá ter mais um dia de escassos negócios nesta quarta-feira. Nova York registra volatilidade e preços mistos, enquanto o dólar recua, cenário que não deve motivar alterações significativas nos referenciais internos.

     O mercado teve uma terça-feira de preços firmes, de estáveis a mais altos. As cotações avançaram na volta do feriado acompanhando a valorização do arábica na Bolsa de Nova York e do dólar. Porém, mesmo com a melhor nas bases o dia foi calmo na comercialização.

     No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação terminou o dia em R$ 520,00/525,00 a saca, contra R$ 515,00/520,00 anteriormente. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 530,00/535,00 a saca, contra R$ 525,00/530,00 anteriormente.

     Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 385,00/390,00 a saca, estável. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, teve preço de R$ 385,00/390,00 a saca, sem alterações.

EXPORTAÇÕES

* As exportações brasileiras de café em grão em outubro chegaram a 1.472.658 sacas de 60 quilos no acumulado do mês até o dia 12, com 7 dias úteis computados (média diária de 210.380 sacas), com receita chegando a US$ 185,815 milhões (média diária de US$ 26,545 milhões), e preço médio de US$ 126,18 por saca.

* A receita média diária obtida com as exportações de café em grão em outubro é 47,1% maior no comparativo com a média diária de outubro de 2019, que fora de US$ 18,046 milhões. Já o volume médio diário embarcado é 39,22% maior que o de outubro de 2019, que tinha o registro de 151.117 sacas diárias de média. As informações partem da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

* Em setembro deste ano, o país exportou 3,8 milhões de sacas de café – considerando a soma de café verde, solúvel e torrado & moído. O volume representa a maior quantidade de café brasileiro exportado para o mês e um aumento de 8,6% em relação a setembro de 2019. A receita cambial gerada pelas exportações chegou a US$ 458 milhões, representando também um aumento, de 3,6%, em relação ao mesmo período do ano passado. Na conversão em reais, a receita foi equivalente a R$ 2,5 bilhões, crescimento de 35,7% em relação a setembro de 2019. Já o preço médio da saca de café foi de US$ 120,7/saca. Os dados são do Cecafé – Conselho dos Exportadores de Café do Brasil.

NOVA YORK

* Os contratos com entrega em dezembro registram valorização de 0,04% na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 110,15 centavos de dólar por libra-peso.

* A posição dezembro fechou na terça-feira a 110,10 centavos de dólar por libra-peso, alta de 0,95 centavo, ou de 0,9%.

CÂMBIO

* O dólar comercial opera com perda de 0,44% neste momento, cotado a R$ 5,556.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram mistas. Xangai, -0,56%. Tóquio, +0,11%.

* As principais bolsas na Europa operam em baixa. Paris, -0,3%; Frankfurt, -0,25%; Londres, -0,29%.

* O petróleo opera com perdas. Novembro do WTI em NY: US$ 40,18 o barril (-0,02%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,15%, a 93,39 pontos.

AGENDA

—–Quinta-feira (15/10)

– China: O índice de preços ao consumidor de setembro será publicado na noite anterior pelo departamento de estatísticas.

– China: O índice de preços ao produtor de setembro será publicado na noite anterior pelo departamento de estatísticas.

– O BC divulga às 9h o índice de atividade econômica (IBC-Br) referente a agosto.

– A posição dos estoques de petróleo até sexta-feira da semana passada será publicada às 12hs pelo Departamento de Energia (DoE).

– Esmagamento de soja dos Estados Unidos em setembro – NOPA, 13hs.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Levantamento mensal sobre as lavouras argentinas – Ministério da Agricultura, na parte da tarde.

– Estoques de café dos EUA em setembro – GCA, 16hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (16/10)

– Eurozona:  A balança comercial de agosto será publicada às 6h pela Eurostat.

– A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados do Indice Geral de Preços – 10 (IGP-10) referentes a outubro.

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– EUA: Os dados sobre a produção industrial em setembro serão publicados às 10h15 pelo Federal Reserve.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 9h30min.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Levantamento sobre a evoluções do plantio de soja no Brasil – SAFRAS, na parte da tarde.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA