Chicago vai à máxima em quase seis anos com clima desfavorável ao trigo em países exportadores

206

Porto Alegre 15 de outubro de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o trigo encerrou com preços acentuadamente mais altos. Numa base contínua, as cotações chegaram ao maior nível desde 29 de dezembro de 2014. No comparativo com os preços de fechamento, a posição dezembro esteve no maior nível desde 23 de dezembro daquele ano.

Segundo a Reuters, o trigo foi impulsionado pelo clima seco nos EUA, na Rússia e na Argentina, que ameaçam as perspectivas de produção. A Bolsa de Rosário reajustou sua projeção para a produção argentina de trigo de 18 para 17 milhões de toneladas. Além disso, a demanda global pelo grão permanece firme, com países buscando assegurar seu abastecimento.

No fechamento de hoje, os contratos com entrega em dezembro de 2020 eram cotados a US$ 6,18 1/4 por bushel, ganho de 21,50 centavos de dólar, ou 3,6%, em relação ao fechamento anterior. Os contratos com entrega em março de 2021 eram negociados a US$ 6,19 1/2, alta de 18,75 centavos de dólar, ou 3,12%, em relação ao fechamento anterior.

Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA