Planta de pectina da Cargill em Bebedouro (SP) deve começar a operar em 2021

717

    Porto Alegre, 16 outubro de 2020 – A nova fábrica de pectina HM da Cargill em Bebedouro, interior de São Paulo, está com as obras adiantadas e tem perspectiva de entrar em operação no primeiro semestre de 2021. O projeto envolveu investimentos de aproximadamente R$ 550 milhões e visa fortalecer e diversificar o portfólio de pectina da empresa para atender à demanda global deste insumo, que tem uma taxa de crescimento de cerca de 3 a 4% ao ano. A Cargill atualmente já possui outras três fábricas produtoras de uma ampla gama de pectina, na Europa (Alemanha, França e Itália).

     Mesmo em um cenário de pandemia e com a obrigação de seguir rígidos protocolos de saúde, a construção da estrutura da fábrica está dentro previsto e já acumulou até o momento mais de 96 mil horas de trabalho, de mais de 500 trabalhadores – projeta-se um pico de cerca de 700 pessoas no projeto total. Os próximos passos incluem a finalização da construção e a contratação de cerca de 100 posições diretas a serem alocadas na planta.

     “Em poucos meses, nossa fábrica estará operando com o firme compromisso de entregar este projeto estratégico à Cargill no prazo estipulado, de acordo com o orçamento e com todas as métricas de segurança. Nossa produção atenderá não só o mercado local, mas também o global, com crescente demanda dos consumidores por produtos cada vez mais naturais, principalmente, vindas do mercado asiático. Estou feliz por chegar mais perto dessa meta a cada dia que passa”, diz Laerte Moraes, diretor de negócios de Amidos, Adoçantes e Texturizantes da Cargill na América do Sul.

     A pectina HM é um agente texturizante versátil, feito à base de frutas cítricas, conferindo diferentes funcionalidades, tais como estabilização, espessamento e gelificação, amplamente utilizadas na indústria de alimentos para preparação e obtenção de bebidas lácteas, sucos, doces de fruta, balas etc. Clientes em todo o mundo poderão ter acesso a um amplo portfólio de pectina, respaldado por uma cadeia de suprimento robusta, segura e de alta qualidade.

     “Estes investimentos reforçam o compromisso da Cargill com seus funcionários, com seus clientes e com o desenvolvimento sustentável do Brasil. Vamos impulsionar nossa atuação no País e seguir investindo na modernização e ampliação de nosso portfólio de negócios na região”, explica o executivo. As informações partem da assessoria de imprensa da Cargill.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA