Mercado de café deve iniciar a semana cauteloso

317

     Porto Alegre, 19 de outubro de 2020 – O mercado brasileiro de café deve abrir a semana com cautela, repetindo o desempenho das últimas sessões. Tendência de preços perto da estabilidade e poucos negócios. Neste momento, Nova York tem alta moderada e o dólar recua.

     O mercado teve uma sexta-feira de ritmo calmo na comercialização, com preços de estáveis a mais baixos. A volatilidade da Bolsa de Nova York (ICE Futures) novamente dificultou um melhor direcionamento ao mercado nacional. No final das contas, as perdas de NY trouxeram alguma pressão sobre as cotações.

     Houve repiques de alta na bolsa, mas o comprador manteve suas bases para ver se NY sustentaria. Como a bolsa terminou caindo, o vendedor se retraiu. As fases permaneceram estáveis em grande parte dos casos, com cafés mais finos se sustentando.

     No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação terminou o dia em R$ 515,00/520,00 a saca, contra R$ 520,00/525,00 do dia anterior. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 525,00/530,00 a saca, no comparativo com R$ 530,00/535,00 de ontem.

     Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 390,00/395,00 a saca, estável. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, teve preço de R$ 390,00/395,00 a saca, sem mudanças.

NOVA YORK

* Os contratos com entrega em dezembro registram valorização de 0,18% na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 107,45 centavos de dólar por libra-peso.

* A posição dezembro fechou na sexta-feira a 107,25 centavos de dólar por libra-peso, baixa de 2,25 centavos, ou de 2,0%.

CÂMBIO

* O dólar comercial opera com perda de 0,67% neste momento, cotado a R$ 5,608.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram mistas. Xangai, -0,71%. Tóquio, +1,11%.

* As principais bolsas na Europa operam mistas. Paris, +0,26%; Frankfurt, -0,08%; Londres, -0,4%.

* O petróleo opera com perdas. Novembro do WTI em NY: US$ 40,75 o barril (-0,31%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,47%, a 93,25 pontos.

AGENDA

– Inspeções de exportação semanal dos EUA – USDA, 12hs.

– Balança comercial das três primeiras semanas de outubro – Ministério da Economia, 15hs.

– Condições das lavouras norte-americanas – USDA, 17hs.

—-Terça-feira (20/10)

– China: O banco central chinês (PBoC) anuncia na noite anterior a decisão de política monetária.

– Alemanha:  O índice de preços ao produtor de novembro será publicado às 3h pelo Destatis.

– Estimativa de safra de cana-de-açúcar no Brasil – Conab, 9hs.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Paraná – Deral, na parte da manhã.

—–Quarta-feira (21/10)

– Reino Unido:  O índice de preços ao consumidor de setembro será publicado às 3h pelo departamento de estatísticas.

– Reino Unido: O índice de preços ao produtor setembro será publicado às 3h pelo departamento de estatísticas.

– A posição dos estoques de petróleo até sexta-feira da semana passada será publicada às 11h30min pelo Departamento de Energia (DoE).

—–Quinta-feira (22/10)

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 9h30min.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Levantamento mensal sobre as lavouras argentinas – Ministério da Agricultura, na parte da tarde.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (23/10)

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre o Indice Nacional de Preços ao Consumidor – 15 (IPCA 15) referentes a outubro.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Levantamento sobre a evoluções do plantio de soja no Brasil – SAFRAS, na parte da tarde.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA