Ações fecham em queda de 1% na Europa com maior preocupação por coronavírus

217

Porto Alegre, 27 de outubro de 2020 – Os principais índices do mercado de ações europeu fecharam em queda de 1%, com o aumento das preocupações sobre a segunda onda de casos de covid-19 na região, em meio à temporada de balanços de empresas.

A França lidera em número de casos do novo coronavírus na Europa, seguida pela Espanha. O Reino Unido planeja estender seu alerta para mais mais cidades, e há relatos de que a chanceler alemã Angela Merkel alertou colegas que o país está no à beira de perder o controle do vírus.

“O mercado se concentrou na crescente infecção pelo novo coronavírus tanto na Europa quanto nos Estados Unidos”, de acordo com o analista do Danske Bank, Bjorn Sillerman.

Os Estados Unidos reportaram uma média móvel de sete dia recorde de 69.967 novos casos de covid-19. Ao todo, o país possui 8,7 milhões de infectados e 225 mil óbitos pela doença, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

“Isso apesar do fato de que a líder dos democratas na Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, expressou otimismo de que as partes ainda podem concordar em um pacote de ajuda financeira”, afirmou. Ontem, Pelosi conversou com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin.

Entre as empresas, as ações do Santander operam em queda de mais de 1% na Bolsa de Madri, após reportar prejuízo nos nove primeiros meses do ano. As ações da BP, que subiam no início do pregão, fecharam em queda de 2%, após reportar queda no lucro.

As informações são da Agência CMA.

Revisão: Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA