Café fecha em baixa em NY em mais um dia de aversão ao risco nos mercados

318

     Porto Alegre, 29 de outubro de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações desta quinta-feira com preços mais baixos.

     Os preços voltaram a cair no dia diante da aversão ao risco nos mercados com a evolução de uma segunda onda da pandemia pela Europa e mundo. Há temores dos efeitos econômicos às novas restrições à circulação das pessoas e do comércio.

     O petróleo caiu novamente e as bolsas de valores também foram pressionadas, embora depois as bolsas tenham melhorado o desempenho. As indicações de chuvas benéficas ao cinturão cafeeiro do Brasil, para abertura e pegamento de floradas, com vistas à safra de 2021, seguem pesando sobre as cotações.

     Na mínima do dia, o contrato dezembro chegou a bater em 102,95 centavos de dólar por libra-peso, se aproximando perigosamente da importante linha técnica e psicológica de 100 centavos, ou US$ 1,00 a libra-peso. Porém, ajustes técnicos e cobertura de posições vendidas reduziram bastante as perdas no fechamento.

     Os contratos com entrega em dezembro fecharam o dia a 104,60 centavos de dólar por libra-peso, com desvalorização de 0,40 centavo, ou de 0,4%. A posição março/2021 fechou a 107,20 centavos, com baixa de 0,50 centavo, ou de 0,5%.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA