Trump declara vitória prematura nos EUA e diz que vai à Suprema Corte

207

     Porto Alegre, 4 de novembro de 2020 – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou vitória na disputa eleitoral presidencial contra o candidato democrata Joe Biden e disse que vai à Suprema Corte parar a contagem de votos e impedir uma fraude, enquanto as urnas seguem em apuração no país.

     “Este é um grande momento. Esta é uma grande fraude em nossa nação. Queremos que a lei seja usada de maneira adequada. Então, iremos para a Suprema Corte dos Estados Unidos. Queremos que todas as votações parem. Não queremos que eles encontrem cédulas às quatro da manhã e as adicionem à lista”, disse Trump esta madrugada, a apoiadores.

     Trump agradeceu aos que votaram, destacou o recorde de participação nas eleições e disse que ganhou em estados que nem esperada. O presidente ganhou na Flórida, Ohio e Texas. “Também é claro que ganhamos Georgia”, disse, citando também uma vitória na Carolina do Norte.

     A apuração ainda não terminou nesses estados. Biden, por sua vez, venceu no Nebraska e no Arizona, segundo dados da imprensa norte-americana. Estados indefinidos importantes, como Pensilvânia, Michigan e Wisconsin, ainda não terminaram a contagem de votos.

     “Tivemos uma grande noite. Olhe todos estes estados que ganhamos, e olhem as margens com as quais ganhamos”, disse ele. O que aconteceu com as eleições? Acabaram”. Ele disse que os democratas sabiam que não podiam ganhar. “Isso é um constrangimento para o nosso país. Estamos prontos para ganhar esta eleição. Francamente, nós ganhamos esta eleição”.

     “Vamos agora garantir a integridade para o bem desta nação. Este é um momento muito grande. Esta é uma grande fraude em nossa nação”, acrescentou ele. Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA