Açúcar volta a cair em NY com amplas ofertas

215

    Porto Alegre, 11 de novembro de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US) para o açúcar bruto encerrou o pregão eletrônico com cotações em baixa.

     O mercado caiu, estendendo as perdas de ontem, com sinalização de amplas ofertas nos maiores produtores mundiais de açúcar. Dados da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA) divulgados hoje apontaram que a produção no centro-sul do Brasil cresceu 14,4% na segunda quinzena de outubro, na comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando 1,73 milhão de toneladas.

     No início da semana, a Federação Nacional das Cooperativas de Açúcar da Índia apontara que a produção acumulada na safra 2020/21 (outubro-setembro) até 05 de novembro cresceu 33%, atingindo 425 mil toneladas.

       Esses dados robustos de produção de açúcar vêm mantendo os fundos de investimento na defensiva. Conforme reportagem do portal Barchart, esses agentes elevaram maciçamente sua carteira comprada nos últimos meses, alçando os futuros do açúcar para máximas de oito meses e meio, acima da linha de 15 centavos de dólar por libra-peso.

    Os contratos com entrega em março/2021 encerraram o dia a 14,49 centavos de dólar por libra-peso, com queda de 0,19 centavo (-1,3%) em relação ao fechamento anterior. A mínima do dia foi de 14,42 centavos, e a máxima chegou a 14,68 centavos.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA