Café fecha com fortes ganhos em NY seguindo petróleo, e atenta ao clima Brasil

217

NY fecha com fortes ganhos seguindo petróleo, e atenta ao clima Brasil

     Porto Alegre, 11 de novembro de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações desta quarta-feira com preços acentuadamente mais altos.

     As cotações subiram bem no dia seguindo o petróleo e o melhor humor em outros mercados. As atenções seguem voltadas também para o clima nas regiões cafeeiras do Brasil com vistas à safra de 2021, sendo necessária umidade regular para o pegamento das floradas. As informações da meteorologia mostram melhora no regime de chuvas, algumas regiões indicam perdas já consumadas para a próxima safra e que ainda não houve uma regularização suficiente nas precipitações.

     Tecnicamente, na máxima do dia NY chegou a trabalhar acima de US$ 1,10 a libra-peso, patamar importante psicologicamente e graficamente para o mercado. Dezembro bateu na máxima em 110,55 centavos. Porém, recuou deste patamar e fechou em US$ 1,09 a libra-peso. A volta de chuvas ao cinturão cafeeiro do Brasil nesta semana, em que pesem as dúvidas sobre se são suficientes, e a entrada da safra de grandes origens, como Colômbia, América Central e Vietnã neste fim de ano, são fatores negativos fundamentais.

     Os contratos com entrega em dezembro fecharam o dia a 109,10 centavos de dólar por libra-peso, com alta de 1,80 centavo, ou de 1,7%. A posição março/2021 fechou a 111,95 centavos, ganho de 1,95 centavo, ou de 1,8%.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA