Café sobe em NY com apreensão com clima no Brasil e rompe US$ 1,20

244

NY sobe com apreensão com clima no Brasil e rompe US$ 1,20

     Porto Alegre, 18 de novembro de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações desta quarta-feira com preços acentuadamente mais altos.

     As cotações dispararam novamente no dia em NY, estenderam os ganhos da sessão anterior, com o mercado rompendo a importante linha técnica e psicológica de US$ 1,20 a libra-peso. A alta do petróleo e a baixa do dólar em relação ao real e outras moedas deu sustentação ao arábica. Além disso, notícias positivas quanto ao desenvolvimento das vacinas para o covid-19 contribuem para o suporte.

     Porém, o principal aspecto altista está ligado ao clima para a safra brasileira de café de 2021. As chuvas ainda são insuficientes para resolver o problema de déficit hídrico nas regiões produtoras de café do Brasil. A safra será menor ao natural pelo ciclo bienal da cultura, há indicações de quebras irreversíveis já e os temores são de maiores impactos para a produção.

     Os contratos com entrega em dezembro fecharam o dia a 119,75 centavos de dólar por libra-peso, com valorização de 3,55 centavos, ou de 3,0%. A posição março/2021 fechou a 122,85 centavos, com elevação de 3,35 centavos, ou de 2,8%.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA