Atento ao clima, mercado de milho deve ter dia lento nos negócios

289

     Porto Alegre, 20 de novembro de 2020 – O mercado brasileiro de milho deve fechar a semana com lentidão nos negócios. O foco segue no clima com perdas irreversíveis em parte do Sul do Brasil devido à estiagem, o que ajuda a manter o milho pouco ofertado no cenário doméstico. No cenário internacional a Bolsa de Mercadorias de Chicago se recupera e opera em alta.

     Ontem (19), as negociações no mercado brasileiro de milho fluíram em ritmo cadenciado. Alguns consumidores indicam que estão posicionados até a virada de ano. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, os produtores por sua vez mantêm a estratégia de retenção ainda observando atentamente o risco climático, com chuvas irregulares em relevantes regiões produtoras. A movimentação cambial ainda é um fator relevante no restante do ano, destaca.

     No Porto de Santos, o preço ficou em R$ 73,00/83,00 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), preço em R$ 72,00/80,00 a saca.

     No Paraná, a cotação ficou em R$ 78,00/80,00 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 80,00/82,00 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 81,50/82,50 a saca.

     No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 88,00/90,00 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 75,00/77,00 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 71,00 – R$ 74,00 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, preço ficou a R$ 73,00/75,00 a saca em Rondonópolis.

CHICAGO

* A posição dezembro opera com ganho de 4,50 centavos, ou 1,06%, cotada a US$ 4,27 por bushel.

* Após a correção de ontem, o mercado retorna ao território positivo, seguindo os fatores fundamentais. Na semana, os ganhos são de cerca de 3%.

* A boa demanda pelo cereal americano segue sendo o principal fator de sustentação. O clima seco em algumas regiões da América do Sul contribui para a elevação.

* Ontem (19), os contratos de milho com entrega em dezembro fecharam a US$ 4,22 1/2, baixa de 3,25 centavos de dólar, ou 0,76, em relação ao fechamento anterior.

CÂMBIO

*O dólar comercial registra desvalorização de 0,41% a R$ 5,2920.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram mistas. Xangai, +0,44%. Tóquio, -0,42%.

* As principais bolsas na Europa operam em alta. Paris, +0,64%; Frankfurt, +0,47%; Londres, +0,51%.

* O petróleo opera com ganhos. Dezembro do WTI em NY: US$ 42,00 o barril (+0,62%).

* O Dollar Index registra alta de 0,01%, a 92,31 pontos.

AGENDA

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Levantamento sobre a evolução do plantio de soja no Brasil – SAFRAS, na parte da tarde.

     Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA