fbpx
Destaque Destaque Açúcar

Açúcar permanece com cenário pessimista para 2019

Porto Alegre, 10 de janeiro de 2019 – Após atingir mínimas de dez anos em 2018, o mercado internacional de açúcar deve continuar caindo em 2019. Conforme projeções de SAFRAS & Mercado, os primeiros dois trimestres do ano deverão ser marcados por uma manutenção do sentimento negativo que predominou em 2018, diante do excesso de oferta global. “Em Nova York, as cotações futuras do açúcar bruto já confirmaram aquilo que esperávamos e estão abaixo de 12 centavos de dólar por libra-peso. Com isso, é possível que os preços afundem ainda mais, buscando o patamar de 10,81 centavos, voltando aos níveis de outubro passado”, disse o analista Maurício Muruci.

O cenário deve piorar com as usinas do Centro-Sul antecipando a safra 2019/20 até mesmo para fevereiro, diante da grande atratividade do etanol, o que deve acentuar a pressão de baixa sobre os futuros do açúcar. Os canaviais da principal região produtora do Brasil foram beneficiados por boas chuvas no último trimestre de 2018, o que vai resultar em ganhos de produtividade.

Já no âmbito internacional, a China importa cada vez menos açúcar diante do crescimento da produção interna, enquanto que a Índia também aumenta a safra, mesmo diante de uma elevação na adição de etanol à gasolina, já que o setor é altamente subsidiado pelo governo. “Então temos um cenário de um mercado pressionado agora mais pelas perdas do petróleo, e que depois sofrerá com o início da safra do Brasil e com os fatores China e Índia, e ainda prejudicado pela firmeza do dólar frente outras divisas”, assinalou Muruci.

O dólar está mais forte frente a uma cesta de divisas por conta da elevação da taxa de juros nos Estados Unidos ocorrida em 2018 e com mais dois aumentos previstos para 2019. Com isso, não só o ativo açúcar, mais todas as commodities denominadas em dólar ficam mais caras para os compradores estrangeiros, perdendo sua atratividade.

Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA

Sobre o autor

Dylan Pasqua

Deixe um Comentário