fbpx
Destaque Arroz

Alagamentos na Fronteira Oeste e Campanha preocupam orizicultor gaúcho

Porto Alegre, 17 de janeiro de 2019 – Para a cultura do arroz, predomina no Rio Grande do Sul a fase de desenvolvimento vegetativo com 68% das lavouras e 25% em floração. A cultura apresenta desenvolvimento normal e adequado e condição fitossanitária boa, excetuando-se áreas onde ocorreu o alagamento pelo transbordamento de rios e arroios, especialmente na Fronteira Oeste e na Campanha. Nestas áreas será necessário aguardar a redução do nível dos rios para avaliar a situação dos cultivos atingidos por enchentes. Até o momento as lavouras mostram um bom stand de plantas e o vigor também é considerado bom.

As lavouras estão sendo manejadas com adubação em cobertura e irrigação, com aplicação de herbicidas pós-emergentes e fungicidas, bem como a segunda aplicação de cobertura com nitrogênio.

Dias nublados e falta de luminosidade por um longo período poderão  ocasionar perdas significativas, mesmo em áreas que não sofreram enchentes. As equipes da Emater, juntamente com as parcerias nos municípios, estão
acompanhando o desenvolvimento das lavouras e uma avaliação mais segura das consequências destes eventos climáticos só será possível após a retomada
da normalidade do clima para esta época do ano.

As informações são do boletim semanal divulgado pela Emater/RS.

Sobre o autor

Rodrigo de Moraes Vargas Ramos

Deixe um Comentário