fbpx
Monitor

Alta em NY pode favorecer negócios com café no Brasil

Porto Alegre, 9 de abril de 2019 – O cenário é um pouco mais favorável aos negócios com café nesta terça no mercado brasileiro. O dólar opera em leve alta, mas os contratos futuros registram forte valorização em Nova York. Com isso, a tendência é de preços firmes no Brasil, com os agentes
tendo a oportunidade de aproveitar um raro momento de recuperação para negociar, ainda que de forma moderada.

NOVA YORK

* Os contratos com entrega em maio/2019 operam a 94,50 centavos de dólar por libra-peso, com alta de 1,55 centavo, ou de 1,66%.

* Na segunda-feira (08), os contratos com entrega em maio/2019 fecharam o dia a 92,95 centavos de dólar por libra-peso, com queda de 0,25 centavo, ou de 0,3%.

EXPORTAÇÕES

* As exportações brasileiras de café em grão em março, até o dia 07, com 05 dias úteis contabilizados, foram de 687.000 sacas de 60 quilos, com receita de US$ 137,40 milhões e um preço médio de US$ 123,20 por saca.

* Como comparação, em março de 2019 as exportações brasileiras de café em grão totalizaram 3,209 milhões de sacas, e alcançaram 1,949 milhão de sacas em abril de 2018.

* A receita média diária obtida com as exportações de café em grão foi de US$ 20,038 milhões na primeira semana de março (01 a 07). A média diária até agora no mês é 17,9% menor no comparativo com a média diária de março de 2019, que foi de US$ 24,4 milhões.

* Em relação a abril de 2018, quando a média diária dos embarques totais de café atingira US$ 16,4 milhões, a receita média de exportações de café de abril/2019 até agora é 22,2% maior, conforme os dados acumulados até o dia 07. As informações partem da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

CÂMBIO

* O dólar comercial opera com ganho de 0,12% neste momento a US$ 3,855.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam em mistas. Xangai,-0,16% e Tóquio, +0,19%.

* As principais bolsas na Europa operam mistas. Paris, +0,06%; Frankfurt, -0,21%; Londres, -0,02%.

* O petróleo opera em baixa. Maio do WTI em NY: US$ 64,21 o barril (-0,31%).

* O Dollar Index registra desvalorização de 0,15%, a 96,91 pontos.

MERCADO INTERNO

* O mercado físico brasileiro de café teve uma segunda-feira de preços fracos no Brasil, de estáveis a mais baixos. Apesar da queda do arábica na Bolsa de Nova York, os arábicas de melhor qualidade no Brasil mantiveram suas bases nas principais praças. Mas, arábicas de qualidade mais baixa e o conilon tiveram comportamento de fraqueza nas referências. O dia foi de poucos negócios, praticamente parado na comercialização.

* No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa ficou em R$ 380,00/385,00 a saca, estável. No cerrado mineiro, o preço ficou entre R$ 385,00/390,00 a saca, inalterado.

* Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais teve preço de R$ 325,00/330,00 a saca, contra R$ 330,00/335,00 do dia anterior.

* O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, teve preço de R$ 285,00/290,00 a saca, contra R$ 290,00 – R$ 295,00 de sexta-feira.

AGENDA

– Dados semanais sobre a safra de grãos e café do Paraná (Deral), na parte da manhã.

– Relatório de abril de oferta e demanda mundial e dos EUA – USDA, 13hs.

—–Quarta-feira (10/04)

– Eurozona: A decisão de política monetária será publicada às 8h45 pelo Banco Central Europeu (BCE).

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre o Indice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) referentes a março.

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre o Indice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) referentes a março.

– EUA: o índice de preços ao consumidor de março será publicado às 9h30 pelo Departamento do Trabalho.

– A posição dos estoques de petróleo dos EUA até sexta-feira da semana passada será publicada às 11h30 pelo Departamento de Energia (DoE).

– EUA: a ata da última reunião de política monetária será publicada às 15h pelo Federal Reserve.

—–Quinta-feira (11/04)

– China: O índice de preços ao consumidor de março será publicado durante a noite pelo departamento de estatísticas.

– China: O índice de preços ao produtor de março será publicado durante à noite pelo departamento de estatísticas.

– Atualização da safra brasileira de grãos em 2018/19 – Conab, 9hs.

– Levantamento Sistemático de Produção Agrícola de março – IBGE, 9hs.

– EUA: o índice de preços ao produtor de março será publicado às 9h30 pelo Departamento do Trabalho.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 9h30min.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (12/04)

– China: A balança comercial de março será publicada na madrugada pela alfândega.

– Dados sobre a evolução das lavouras do Mato Grosso – Imea, na parte da tarde.

– Avanço da colheita de soja no Brasil – SAFRAS, na parte da tarde.

– A Companhia Nacional de Abastecimento ofertará 50 mil toneladas de milho de estoques públicos na sexta-feira (12), com origem em Mato Grosso, por meio de leilões de milho em grãos, a granel.

Dylan Della Pasqua ([email protected]) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA

Sobre o autor

Arno Baasch

Deixe um Comentário