fbpx
Mercado Notícias Café

Café apresenta queda nas cotações com perdas em NY

 

Porto Alegre, 4 de dezembro de 2018 – O mercado brasileiro de café teve uma terça-feira de preços mais baixos. As cotações voltaram a ser pressionadas, especialmente na base de compra, por mais uma queda do arábica na Bolsa de Nova York. Com isso, o dia foi praticamente parado na comercialização.

 

No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação ficou em R$ 430,00/435,00 a saca, contra R$ 435,00/440,00 de ontem.

 

No cerrado mineiro, o preço da bebida boa com 15% de catação esteve em R$ 435,00/440,00, contra R$ 440,00/445,00 do dia anterior.

 

O café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais (20% de catação) teve preço de R$ 355,00/360,00 a saca, contra R$ 360,00/365,00 de ontem.

 

Já o conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, teve preço de R$ 323,00/325,00 a saca, estável.

 

Nova York

 

A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações desta terça-feira com preços acentuadamente mais baixos.

 

Segundo traders, o mercado recuou diante das indicações de exportações recordes do Brasil em novembro, e com dados também da safra do Vietnã. A alta do dólar contra o real no Brasil foi outro fator baixista para o arábica.

 

O Brasil exportou 3,892 milhões de sacas em novembro, um volume recorde, com incremento de 44,4% sobre novembro do ano passado e com aumento de 18,8% contra outubro de 2018. Isso traz tranquilidade ao abastecimento global, assim como os dados da safra de robusta do Vietnã.

 

A produção de café do Vietnã deve aumentar para 30,4 milhões de sacas de 60 quilos em 2018/19, contra as 29,3 milhões de sacas estimadas para 2017/18, disse hoje o adido agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) no país asiático. O crescimento se deve a condições climáticas favoráveis.

 

Os contratos com entrega em março/2019 fecharam a 106,90 centavos, com queda de 0,90 centavo, ou de 0,8%. Já a posição maio/2019 fechou a 109,80 centavos, com desvalorização de 0,90 centavo, ou de 0,8%.

 

CÂMBIO

 

O dólar comercial fechou a negociação em alta de 0,44%, cotado a R$ 3,8580 para a compra e a R$ 3,8600 para a venda. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 3,8200 e a máxima de R$ 3,8690.

 

Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

 

Copyright 2018 – Grupo CMA

 

 

 

Sobre o autor

Lessandro Rocha Carvalho

Deixe um Comentário