fbpx
Destaque Feijão

Colheita da 1a safra de feijão já atinge 35% no Rio Grande do Sul – Emater

Porto Alegre, 10 de janeiro de 2018 – A lavoura do feijão 1ª safra segue avançando e apresenta bom desenvolvimento no Rio Grande do Sul. Na semana, a colheita atingiu 35% da área, estimada em pouco mais de 41 mil hectares para a primeira safra.

Em algumas regiões, como no Alto da Serra do Botucaraí e Vale do Rio Pardo, a combinação de tempo chuvoso com altas temperaturas, clima ocorrido na semana, é favorável à incidência de doenças. Nessa condição, nota-se alta pressão de doenças, como a ferrugem, necessitando a realização de controle com aplicações de fungicidas.

Na zona Sul, foram semeados mais de 3.000 hectares e em torno de 15% já foram colhidos. Produtores seguem procurando alternativas de mercados para comercialização da nova safra. Nas regiões da Fronteira Noroeste e Missões, a primeira safra de feijão encontra-se em finalização de colheita. Favorecida pelo clima e pela não ocorrência de ataque de doenças e pragas, as produtividades alcançadas na cultura são consideradas boas. No geral, a produção nessas regiões se destina para consumo da própria família, mas muitos estão vendendo o excedente nas feiras dos produtores.

Comercialização (saca de 60 quilos)

A cotação da saca de feijão apresentou variação negativa de -1,29% em relação ao valor médio recebido pelos produtores na semana anterior. De acordo com a pesquisa semanal de preços da Emater/RS-Ascar, na semana atual, o valor médio no estado ficou em R$ 139,35/sc. Os preços tiveram variação entre o mínimo de R$ 120,00/sc e o máximo de R$ 180,00/sc.

As informações são do boletim semanal divulgado pela Emater/RS.

Revisão: Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

 

Copyright 2019 – Grupo CMA

Sobre o autor

Gabriel Antunes do Nascimento

Deixe um Comentário