fbpx
Destaque Boi

Conselho deliberativo aprova balanço do IMAC e ações para 2019

Porto Alegre, 15 de março de 2019 – O Instituto Mato-Grossense da Carne (IMAC) realizou, nesta semana, a primeira reunião do conselho deliberativo para apresentar o balanço financeiro referente ao ano de 2018 e as ações planejadas para o primeiro semestre de 2019.

 

Estiveram presentes a diretoria-executiva do IMAC, o secretário de Desenvolvimento Econômico César Miranda, representantes das indústrias frigoríficas e membros do Sindicato da Indústrias Frigorífica de Mato Grosso (Sindifrigo) e dos produtores rurais e integrantes da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat).

 

O presidente do IMAC, Guilherme Linares Nolasco, apresentou o novo escopo de trabalho do instituto que, além de garantir a origem da carne por meio de um sistema de compliance, deverá promover a carne bovina de Mato Grosso para potenciais mercados consumidores. “O nosso desafio, como cadeia, é ampliar nossas vendas e buscar mais mercados com maior valor agregado. O IMAC busca entender as demandas do mercado e desenvolver políticas comerciais e ações de marketing e estratégicas para desenvolver todos os segmentos”, afirmou Nolasco.

 

O secretário de Estado César Miranda defendeu o IMAC como uma plataforma para promoção da carne de Mato Grosso e desenvolvimento da cadeia produtiva, uma vez que também prevê a realização de pesquisas para melhoramento contínuo do produto. “Quando eu conheci o IMAC fiquei entusiasmado com a proposta de integrar todos os agentes da produção para apresentar a carne de Mato Grosso da melhor forma possível. É uma forma de buscar mais mercados e desenvolver o setor produtivo”, defendeu César de Miranda.

 

Durante a reunião foi apresentado aos conselheiros os primeiros testes realizados pelo sistema de compliance desenvolvido pelo Instituto. Além de balanças do IMAC instaladas na linha de produção do frigorífico, haverá a checagem com relação à origem da carne. “Por meio de um sistema interligado com os órgãos responsáveis pela fiscalização sanitária, ambiental e trabalhista, vamos garantir a origem do animal e validá-lo de acordo com a legislação vigente no país”, detalhou Guilherme Nolasco.

 

Algumas ações de marketing foram aprovadas, como a participação do IMAC em eventos tecnológicos e uma missão técnica para o continente asiático para conhecer as demandas locais e apresentar o modelo produtivo de Mato Grosso.

 

Participaram também da reunião os conselheiros titulares Marco Tulio Duarte Soares, presidente da Acrimat, José João Bernardes, associado da Acrimat, Maurício Manduca Ferreira e Marcelo Zanatta Estevam, representantes do Sindifrigo e os conselheiros suplentes Luís Carlos Meister, Arlindo José Vilela e Walter Valverde Junior. Com informações da assessoria de imprensa do IMAC.

 

Revisão: Arno Baasch ([email protected]) / Agência SAFRAS

 

Copyright 2019 – Grupo CMA

Sobre o autor

Arno Baasch

Deixe um Comentário