Algodão inicia semana com baixa no Brasil

210

Apresentação do PowerPoint

     Porto Alegre, 06 de março de 2020 – Voltando a se aproximar da paridade de exportação, os preços domésticos do algodão encerram a segunda-feira com leve recuo. A indicação média nas indústrias de São Paulo ficou em R$ 2,83/libra-peso, com queda de 0,49% em relação á última sexta-feira. No FOB exportação do Porto de Santos a indicação ficou em 54,48 cents de dólar por libra-peso (c/lb). Esse valor é 2,7% superior ao do contrato spot negociado na Bolsa de Nova York (Ice Futures US). Há uma semana era 11,2% superior.

     Em relação às exportações, na primeira semana de abril foram embarcadas 11,8 mil toneladas de algodão em pluma, valor 12% superior ao mesmo período do ano passado. No acumulado das 42 semanas da temporada 2019/20 as vendas externas da fibra chegaram a 1,771 milhão de toneladas. Esse volume supera os 1,075 milhões de toneladas embarcados no mesmo período do ano comercial anterior em 64,8%. Com esse desempenho, a cadeia produtiva já conseguiu exportar 83,7% do saldo de produção em relação ao consumo interno no ano comercial 2019/20. Até a primeira semana de abril do ano anterior havia escoado 79,9% do saldo daquela temporada. Isso mostra que, mesmo como um saldo 57% superior ao da temporada anterior, a cadeia produtiva tem sido eficiente no escoamento do excedente de produção em relação ao consumo.

NY

     A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures) para o algodão fechou com preços acentuadamente mais altos nesta segunda-feira, com a terceira sessão seguida de ganhos.

     Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Élcio Bento, com o mercado sobrevendido, o cenário externo mais favorável fez a pluma disparar. Altas nas bolsas de valores e o menor número de mortes por coronavírus em países europeus neste final de semana trouxe um alento aos investidores.

     Os contratos com entrega em maio/2020 fecharam no dia a 53,05 centavos de dólar por libra-peso, alta de 2,07 centavos, ou de 4,1%. Julho fechou a 53,08 centavos, com elevação de 2,10 centavos, ou de 4,1%.

CÂMBIO

     O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com queda de 0,67%, sendo negociado a R$ 5,2910 para venda e a R$ 5,2890 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,2260 e a máxima de R$ 5,3120.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) – Agência SAFRAS Copyright 2020 – Grupo CMA