fbpx
Destaque Boi Notícias Boi

Preços do boi gordo voltam a subir com previsão de chuvas

Porto Alegre, 11 de março de 2019 – O mercado físico de boi gordo teve preços mais altos nas principais praças de produção e comercialização do Brasil. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, a projeção para as próximas semanas ainda é bom volume de chuvas para o Centro-Oeste e para o Norte do País.

“Nessas circunstâncias é evidente o aumento da capacidade de retenção dos animais terminados, devido a boa qualidade das pastagens. Mas esse quadro tende a mudar com a chegada do outono. Com o clima mais seco e frio haverá perda de qualidade das pastagens e maior dificuldade de retenção”, assinalou Iglesias.

 

Em São Paulo, preços a R$ 155,00 – R$ 156,00 a arroba, contra R$ 155,00 a arroba na sexta-feira. Em Minas Gerais, o preço ficou em R$ 150,00 a arroba em Uberaba, inalterado. No Mato Grosso do Sul, preços ficaram em R$ 144,00 a arroba em Dourados, ante R$ 143,00 a arroba. Já em Goiás, preço em R$ 147,00 a arroba em Goiânia, estável. Em Mato Grosso, preço de R$ 142,00 a arroba em Cuiabá, contra R$ 141,00 a arroba.

 

Atacado

 

A carne bovina no atacado teve preços estáveis. “O ambiente de negócios ainda sugere por reajustes no curto prazo, avaliando a boa demanda verificada no último final de semana, motivando a reposição entre atacado e varejo. No entanto, a predileção do consumidor médio ainda recai sobre os cortes menos nobres”, apontou.

O corte traseiro teve preço de R$ 12,00 por quilo, inalterado. O corte dianteiro seguiu em R$ 7,95 o quilo. Por fim, a ponta de agulha permaneceu em R$ 7,70 por quilo. ​

 

Câmbio

 

O dólar comercial encerrou a sessão em baixa de 0,77%, negociado a R$ 3,8400 para a compra e a R$ 3,8420 para a venda. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a máxima de R$ 3,8610 e a mínima de R$ 3,8350.

 

Fábio Rübenich ([email protected]) / Agência SAFRAS

 

Copyright 2019 – Grupo CMA

Sobre o autor

Fabio Rubenich

Deixe um Comentário