fbpx
Economia

Preocupações com China pairam sobre ações norte-americanas

Porto Alegre, 5 de fevereiro de 2019 – Os investidores estão olhando para a China como uma das principais ameaças à recuperação das ações dos Estados Unidos, um mês depois de alertas de desaceleração na segunda maior economia do mundo abalarem os mercados em todo o mundo. As informações são da Agência CMA com a agência de notícias “Dow Jones”.

 

As ações dos Estados Unidos registraram seu melhor janeiro em décadas, mesmo após temores de que se espalhasse o impacto da desaceleração da China nas ações da Apple e outras empresas líderes nos 019. Os investidores continuam preocupados com a desaceleração da economia da China e seu conflito comercial com os Estados Unidos.

 

A demanda chinesa é crucial para gigantes de tecnologia como a Apple, fabricantes de automóveis globais e empresas industriais. As ações da Apple se recuaram e subiram 5,5% em janeiro, mas permanece em torno de 28% abaixo de suas altas.

 

Entre as preocupações dos investidores está se o governo chinês conseguirá lidar com a desaceleração do crescimento sem erros de política que piorem seus problemas, como aconteceu com a desvalorização do iuane em 2015. Esta semana, os investidores aguardam sinais de uma possível reunião entre os presidentes dos Estados Unidos e da China no final de fevereiro.

 

Muitos investidores também estão preocupados que o banco central da China possa ter menos espaço para programas de estímulo que retardaram o declínio econômico e diminuíram as preocupações no passado.

 

Além disso, a taxa de crescimento da economia chinesa, de 6,6% no ano passado, foi a mais lenta desde 1990. Para alguns observadores do mercado, as coisas podem ser ainda piores do que os números oficiais mostram. Alguns estão preocupados de que anos de estímulo estatal tenham ajudado a inflacionar a dívida da China, dificultando a capacidade do governo de iniciar o crescimento. As informações são da Agência CMA.

 

Revisão: Rodrigo Ramos ([email protected]) / Agência SAFRAS

 

Copyright 2019 – Grupo CMA

 

 

Sobre o autor

Rodrigo de Moraes Vargas Ramos

Deixe um Comentário