fbpx
Destaque

Previdência e investimentos são cruciais para retomada do Brasil

Campinas, 11 de abril de 2019 – A aprovação de uma reforma da Previdência minimamente decente e a retomada dos investimentos, principalmente em logística e infraestrutura são pontos cruciais que a economia brasileira passe a crescer de forma sustentável, cerca de 3% ao ano. A afirmação foi feita pelo economista José Roberto Mendonça de Barros, durante o VIII Fórum da
Abisolo.

“Se essas duas questões não andarem, o país não vai sair do pântano”, disse o ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda durante 1995 e 1998. Na avaliação de Barros, o país está saindo da pior crise da história e do período de recessão econômica iniciado em 2014, mas saindo de forma lenta. Entre 2014 e 2018, o PIB caiu cerca de 5%. Para 2019, o economista projeta um crescimento tímido de 1,5%.

O sócio da MB Associados credita o momento ruim à política econômica do
governo PT, taxada por ele como um “fracasso gigantesco, responsável por uma crise fiscal sem precedentes.

Em relação ao agronegócio, Barros destacou que o setor foi o único a crescer no período de crise. Enquanto o PIB geral caiu 4,7% entre 2014 e 2018, o PIB do agro subiu 10%. “Isso não aconteceu por acaso. O setor é extremamente competitivo e a forma como o Brasil ocupou o espaço criado pela guerra comercial entre China e Estados Unidos comprova isso”, completou, citando os desafios do setor: manter ganhos de produtividade, criar um novo sistema de crédito, aumentar o seguro rural e melhorar a sanidade animal para
conquistar e manter os mercados externos.

Sobre o autor

Rodrigo de Moraes Vargas Ramos

Deixe um Comentário