fbpx
Mercado Notícias Soja

Soja tem dia travado e de preços mistos no Brasil

Porto Alegre, 6 de dezembro de 2018 – O mercado brasileiro de soja teve mais um dia de poucos negócios e de preços mistos. Registro de operações de pequenos volumes em Goiás e Minas Gerais, envolvendo cerca de 5 mil toneladas em cada estado. O mercado está sem demanda nesse momento, com Chicago caindo e os prêmios fracos na exportação.

 

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 80,00 para R$ 81,00. Na região das Missões, a cotação seguiu em R$ 80,00 a saca. No porto de Rio Grande, os preços subiram de R$ 82,50 para R$ 83,00.

 

Em Cascavel, no Paraná, o preço caiu de R$ 78,00 para R$ 74,00 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca baixou de R$ 81,50 para R$ 80,50.

 

Em Rondonópolis (MT), a saca baixou de R$ 70,50 para R$ 70,00. Em Dourados (MS), a cotação seguiu em R$ 75,00. Em Rio Verde (GO), a saca estabilizou em R$ 74,00.

 

Chicago

 

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quinta-feira com preços mais baixos. Após quatro sessões de ganhos, o mercado recuou, mas os contratos encerraram acima das mínimas do dia.

 

O desempenho da soja foi determinado pelo clima de aversão ao risco no cenário financeiro global. O dia foi de queda nas bolsas e no petróleo e de valorização do dólar frente a outras moedas. A expectativa positiva em torno da trégua comercial entre Estados Unidos e China foi arranhada após a prisão da executiva e filha do fundador da Huawei (empresa chinesa de telecomunicações) no Canadá, a pedido do governo norte-americano

 

Tal medida contamina todos os mercados de ações e de commodities pelo mundo. As autoridades do Canadá prenderam a executiva-chefe de finanças da Huawei, Meng Wanzhou, a pedido dos Estados Unidos, que a acusam de violar sanções impostas ao Irã.

 

Os contratos da soja em grão com entrega em janeiro fecharam com baixa de 4,00 centavos de dólar ou 0,43%, a US$ 9,09 1/2 por bushel. A posição março teve cotação de US$ 9,22 por bushel, perda de 3,50 centavos de dólar em relação ao fechamento anterior ou 0,37%.

 

Nos subprodutos, a posição janeiro do farelo fechou com baixa de US$ 1,70 ou 0,54%, sendo negociada a US$ 312,20 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em janeiro fecharam a 28,71 centavos de dólar, com perda de 0,13 centavo ou 0,45%.

 

Câmbio

 

     O dólar comercial fechou a negociação em alta de 0,12%, cotado a R$ 3,8730 para a compra e a R$ 3,8750 para a venda. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 3,8750 e a máxima de R$ 3,9440.

 

Agenda de sexta

 

– Alemanha: A produção industrial de outubro será publicada às 5h pelo Ministério de Economia e Tecnologia.

 

– Eurozona: A leitura final do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre de 2018 será publicada às 8h pela Eurostat.

 

– A FGV divulga às 8h os dados do Indice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) referentes a novembro.

 

– Divulgação do INPC e do IPCA de novembro – IBGE, 9hs.

 

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 11h30min.

 

– EUA: O número de empregos criados ou perdidos pela economia (payroll) e a taxa de desemprego referentes a novembro serão publicados às 11h30 pelo Departamento do Trabalho.

 

– Dados sobre a evolução das lavouras do Mato Grosso – Imea, na parte da tarde.

 

– Evolução do plantio da soja no Brasil – SAFRAS & Mercado, na parte da tarde.

 

Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

 

Copyright 2018 – Grupo CMA

Sobre o autor

Lessandro Rocha Carvalho

Deixe um Comentário