Chicago fecha em forte alta com piores lavouras de trigo nos EUA

187

Porto Alegre 24 de novembro de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o trigo encerrou com preços acentuadamente mais altos. O mercado foi impulsionado por preocupações com o clima nos Estados Unidos e nos países do Mar Negro. Além disso, as lavouras de inverno estadunidenses, piores do que o esperado, também contribuíram para a valorização.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou ontem dados sobre as condições das lavouras americanas de trigo de inverno. Segundo o USDA, até 22 de novembro, 43% estavam entre boas e excelentes condições, 36% em situação regular e 21% em condições entre ruins e muito ruins. O mercado esperava 47% das lavouras entre boas e excelentes. Na semana passada, as condições se dividiam em 46%, 36% e 18%, respectivamente.

No fechamento de hoje, os contratos com entrega em dezembro de 2020 eram cotados a US$ 6,11 1/4 por bushel, ganho de 12,50 centavos de dólar, ou 2,08%, em relação ao fechamento anterior. Os contratos com entrega em março de 2021 eram negociados a US$ 6,17 1/2, alta de 13,00 centavos de dólar, ou 2,15%, em relação ao fechamento anterior.

Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA