Governo chinês espera que economia volte a faixa razoável em 2021

314


     São Paulo, 25 de novembro de 2020 – O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, disse ontem esperar que a atividade econômica do gigante asiático retorne a uma “faixa razoável” em 2021 após o impacto da pandemia de covid-19 no crescimento de 2020. As informações são da agência de notícias “Dow Jones”.

     Li fez este anúncio depois de se reunir virtualmente de Pequim com altos funcionários de seis organizações econômicas e financeiras internacionais, incluindo a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Giorgeva; o presidente do Banco Mundial, David Malpass; e o secretário-geral da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Angel Gurría.

     “A economia chinesa pode alcançar um crescimento positivo neste ano e esperamos que no próximo ano a atividade econômica possa se recuperar para um intervalo razoável”, disse o chefe do Executivo chinês em entrevista coletiva virtual.

     Depois de experimentar uma contração pela primeira vez em décadas no primeiro trimestre de 2020, a economia chinesa cresceu 0,7% até setembro e no terceiro trimestre cresceu 4,9% em base anual.

     Li também disse que a China continuará “expandindo” sua política de abertura econômica e não buscará intencionalmente um superávit em seu comércio exterior, mas alcançará o equilíbrio de seu balanço de pagamentos, dando igual ênfase às importações e às exportações.

     Com informações da agência CMA.

Copyright 2020 – Grupo CMA