Sem alterações no cenário, mercado de soja deve ter mais um dia lento

260

     Porto Alegre, 3 de dezembro de 2020 – O mercado brasileiro de soja deve ter mais um dia de poucos negócios e com preços se ajustando no mercado disponível. Chicago tenta reagir após as perdas recentes e o dólar opera em leve baixa. O produtor, bem capitalizado, centra suas atenções nas lavouras, em fase final de plantio. A indústria está retraída, o que contribui para a queda nos preços internos.

     Os preços da soja caíram um pouco mais na quarta nas principais praças do país. Em Goiás, o recuo foi mais consistente, com o a cotação se ajustando aos níveis das demais regiões e sentindo o efeito da ausência da demanda localizada por parte das indústrias.

     O mercado seguiu praticamente sem negócios. Os produtores acompanham o final do plantio e o desenvolvimento inicial das lavouras. Destaque para a falta de chuvas em Goiás, que traz preocupação.

     Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos caiu de R$ 150,00 para R$ 149,00. Na região das Missões, a cotação baixou de R$ 149,00 para R$ 148,00. No porto de Rio Grande, o preço seguiu em R$ 149,00.

     Em Cascavel, no Paraná, o preço caiu de R$ 150,00 para R$ 149,00 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca baixou de R$ 152,00 para R$ 150,00.

     Em Rondonópolis (MT), a saca baixou de R$ 160,00 para R$ 159,00. Em Dourados (MS), a cotação recuou de R$ 147,00 para R$ 150,00. Em Rio Verde GO), a saca passou de R$ 177,00 para R$ 155,00.

CHICAGO

* Os contratos com vencimento em janeiro operam com alta de 0,47%, cotados a US$ 11,58 por bushel.

* O mercado se recupera das recentes perdas, com base em fatores técnicos. A previsão de chuvas no Brasil limita a elevação.

PREMIOS

* O prêmio em Paranaguá para dezembro ficou em 250 a 350 pontos acima de Chicago. Para fevereiro, o prêmio é de 100 a 118 pontos acima.

CÂMBIO

*O dólar comercial registra desvalorização de 0,36% a R$ 5,226.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram mistas. Xangai, -0,21%. Tóquio, +0,03%.

* As principais bolsas na Europa operam mistas. Paris, -0,18%; Frankfurt, -0,36%; Londres, +0,06%.

* O petróleo opera com perdas. Janeiro do WTI em NY: US$ 44,84 o barril (-0,97%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,3%, a 90,84 pontos.

AGENDA

– Projeção para a safra mundial de grãos – AMIS/FAO, na parte da manhã.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 10h30min.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (4/12)

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– Venda, produção e exportações de máquinas agrícolas – Anfavea, a partir das 10hs.

– EUA: O resultado da balança comercial de outubro será publicado às 10h30 pelo Departamento do Comércio.

– EUA: O número de empregos criados ou perdidos pela economia (payroll) e a taxa de desemprego referentes a novembro serão publicados às 10h30 pelo Departamento do Trabalho.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Levantamento sobre a evolução do plantio de soja no Brasil – SAFRAS, na parte da tarde.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA