Mercado de café deve seguir travado, com NY e dólar estáveis

258

    Porto Alegre, 8 de dezembro de 2020 – O comportamento inicial dos principais pontos formadores de preços no mercado interno de café não sugere grandes alterações no desempenho nesta terça. Nova York opera perto da estabilidade, performance semelhante ao do dólar. Com isso, a perspectiva é de preços estáveis e poucos negócios.

     O mercado registrou preços estáveis nesta segunda-feira. O mercado andou de lado por causa das oscilações nas bolsas e no dólar. Além disso, a falta de direcionamento da Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o arábica deixou o comprador cauteloso.

     No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação terminou o dia em R$ 565,00/570,00 a saca, estável. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 570,00/575,00 a saca, sem alterações.

     Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 395,00/400,00 a saca, inalterado. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, teve preço de R$ 390,00/395,00 a saca, estável.

EXPORTAÇÕES

* As exportações brasileiras de café em grão em dezembro chegam a 942.990 sacas de 60 quilos no acumulado do mês até o dia 06, com 4 dias úteis

computados (média diária de 235.748 sacas), com receita chegando a US$ 120,326 milhões (média diária de US$ 30,081 milhões), e preço médio de US$ 127,60 por saca.

* A receita média diária obtida com as exportações de café em grão em dezembro é 58,53% maior no comparativo com a média diária de dezembro de 2019, que fora de US$ 18,975 milhões. Já o volume médio diário embarcado é 56,48% maior que o de dezembro de 2019, que tinha o registro de 150.660 sacas diárias de média. As informações partem da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

NOVA YORK

* Os contratos com entrega em março registram valorização de 0,16% na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 119,30 centavos de dólar por libra-peso.

* Os contratos com entrega em março/2021 fecharam a segunda-feira a 119,10 centavos de dólar por libra-peso, com valorização de 1,55 centavo, ou de 1,3%.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra desvalorização de 0,01% a R$ 5,123.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram em baixa. Xangai, -0,19%. Tóquio, -0,3%.

* As principais bolsas na Europa operam em baixa. Paris, -0,66%; e Londres, -0,54%.

* O petróleo opera com perdas. Janeiro do WTI em NY: US$ 45,49 o barril (-0,59%).

* O Dollar Index registra alta de 0,12%, a 90,90 pontos.

AGENDA

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Paraná – Deral, na parte da manhã.

—–Quarta-feira (9/12)

– China: O índice de preços ao consumidor de novembro será publicado na noite anterior pelo departamento de estatísticas.

– China: O índice de preços ao produtor de novembro será publicado na noite anterior pelo departamento de estatísticas.

– Alemanha:  O resultado da balança comercial e do balanço de pagamentos de outubro será publicado às 4h pelo Destatis.

– A posição dos estoques de petróleo até sexta-feira da semana passada será publicada às 12h30 pelo Departamento de Energia (DoE).

– Definição da taxa Selic – Copom/BC, após o fechamento do mercado.

—–Quinta-feira (10/12)

– Reino Unido: A balança comercial de outubro será publicada às 4h pelo departamento de estatísticas.

– Reino Unido: O índice de produção industrial de outubro será publicado às 4h pelo departamento de estatísticas.

– Atualização das estimativas para a safra brasileira de grãos em 2020/21 – Conab, 9hs.

– Levantamento Sistemático de Produção Agrícola de novembro – IBGE, 9hs.

– Eurozona:  A decisão de política monetária será publicada às 9h45 pelo Banco Central Europeu (BCE).

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 10h30min.

– EUA: O índice de preços ao consumidor de novembro será publicado às 10h30 pelo Departamento do Trabalho.

– Relatório de novembro para oferta e demanda mundial e norte-americana – USDA, 14hs.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (11/12)

– Alemanha:  A versão revisada do índice de preços ao consumidor de novembro será publicada às 4h pelo Destatis.

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– EUA: O índice de preços ao produtor de novembro será publicado às 10h30 pelo Departamento do Trabalho.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Estimativa para a produção global de café – USDA, 17hs.

– Levantamento sobre a evolução do plantio de soja no Brasil – SAFRAS, na parte da tarde.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA