Açúcar mantém rally em NY com compras de fundos e demanda firme

258

    Porto Alegre, 06 de janeiro de 2021 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US) para o açúcar bruto encerrou o pregão eletrônico com cotações valorizadas, marcando a décima-primeira alta consecutiva.

    O mercado estendeu o rally, se mantendo próximo de máximas de três anos e meio, com impulso em compras de fundos e pela valorização nas cotações internacionais do petróleo.

    Do lado fundamental, sinalização de aperto na oferta global na atual e na próxima temporada, além de uma demanda firme, particularmente em países da Ásia (com a Indonésia autorizando importações adicionais para cobrir déficit interno de oferta), têm puxado os preços.

    Conforme noticiou o portal Barchart, a trading Alvean, a maior comercializadora de açúcar do mundo, disse que espera um déficit global de oferta de cinco milhões de toneladas em 2020/21 e de seis milhões de toneladas em 2021/22.

    Por outro lado, o forte crescimento da produção da Índia nos dois primeiros meses da temporada 2020/21 e a expectativa de que o Brasil continue priorizando a produção e a exportação do açúcar em detrimento ao etanol tendem a conter a disparada nos preços no médio prazo.

    Os contratos com entrega em março/2021 encerraram o dia a 16,25 centavos de dólar por libra-peso, alta de 0,13 centavo (+0,8%) em relação ao fechamento anterior. A posição maio/2021 fechou cotada a 15,23 centavos, alta de 0,08 centavo (+0,52%).

      Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2021 – Grupo CMA