Brasil fechou 2020 com embarques recordes de café acima de 43 mi scs

373


     Porto Alegre, 15 de janeiro de 2021 – A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) confirmou que o Brasil fechou o ano de 2020 com o maior volume acumulado de exportações de café de sua história. Os embarques chegaram a um total recorde de 43,380 milhões de sacas de 60 quilos, somando o café verde e o solúvel (não contabilizando o torrado e moído). Houve um aumento nos embarques do ano civil de 2020 de 5,9% no comparativo com 2019, quando as exportações foram de 40,960 milhões de sacas.

     A receita com os embarques no total chegou a US$ 5,469 bilhões em 2020, com um aumento de 9,2% na comparação com 2019 (US$ 5,010 bilhões). O preço médio desses embarques em 2020 foi de US$ 126,07 por saca, com incremento de 3,1% sobre o preço médio de 2019, que foi de US$ 122,32 por saca.

     Os embarques somente de café verde em 2020 foram de 39,535 milhões de sacas, contra 37,135 milhões de sacas em 2019, representando um aumento de 6,5%. A receita com estas exportações de café verde chegou a US$ 4,972 bilhões, 10,9% a mais que em 2019, que acumulou receita de US$ 4,485 bilhões.

     As vendas externas de café solúvel do Brasil atingiram 3,845 milhões de sacas no acumulado janeiro-dezembro de 2020, 0,5% a mais que em 2019 (3,825 milhões de sacas). Já a receita caiu 5,4%, ficando em US$ 496,61 milhões em 2020, contra US$ 525,23 milhões em 2019.

     Temporada 2020/21

     Os embarques totais nos seis primeiros meses acumulados da temporada 2020/21, ou seja, entre julho de 2020 e dezembro de 2020, chegam a 24,258 milhões de sacas, um aumento de 15,9% no comparativo com os seis primeiros meses da temporada 2019/20 (20,934 milhões de sacas).

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA