Com poucos negócios, preço do arroz gaúcho mantém tendência de queda

290

     Porto Alegre, 22 de janeiro de 2021 – Os preços do arroz em casca voltaram a perder força na terceira semana útil de janeiro. Na média do Rio Grande do Sul, principal referencial nacional, a saca de 50 quilos encerrou cotada a R$ 89,50 no dia 21 de janeiro, com quedas de 1,43% em relação a semana passada e de 6,43% ante o mês anterior. Mas ainda tem alta de 78,54% quando comparado ao mesmo período do ano passado.

     Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Gabriel Viana, com as recentes quedas nos preços do arroz em casca, alguns agentes estiveram retraídos nos últimos dias. “O baixo volume de casca disponível para negociação fez com que produtores mantivessem os valores de comercialização acima das ofertas dos compradores”, explica. Diante disso, verificou-se “queda de braço” entre as pontas compradora e vendedora. “Mas, ainda assim, a pressão compradora se sobressaiu”, adverte.

     As importações brasileiras de arroz base casca somaram 4,682 mil toneladas até a segunda semana de janeiro (10 dias úteis), com média diária de 468,3 toneladas. O valor com as compras no exterior totalizou US$ 1,693 milhão, com média diária de US$ 169,4 mil. As informações são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

     Em relação à igual período do ano anterior, houve avanço de 92,86% no volume diário importado (242,8 toneladas diárias em janeiro de 2020). Já a receita diária teve acréscimo de 239,87% (US$ 49,8 mil diários em janeiro de 2020).

     Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA