Algodão dispara em NY com boas exportações e petróleo em alta

182

     Porto Alegre, 04 de fevereiro de 2021 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US) para o algodão fechou com preços acentuadamente mais altos nesta quinta-feira.

     As cotações dispararam no dia acompanhando o petróleo, que subiu, e diante do bom desempenho das exportações semanais norte-americanas. Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Élcio Bento, a expectativa de redução dos estoques e as exportações fortes nos Estados Unidos juntaram-se aos ganhos expressivos do mercado financeiro nos Estados Unidos e à alta do petróleo para garantir um forte rally de alta para o algodão na Bolsa de Nova York.

     O contrato março atingiu o maior patamar desde 10 de agosto de 2018. “Os traders acreditam que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) pode voltar a reduzir os números de produção, em especial no Texas. Além disso, estimam que haverá uma elevação das estimativas de exportações, diante do bom desempenho verificado pelos embarques”, comenta.

     As vendas líquidas norte-americanas de algodão (upland), referentes à temporada 2020/21, iniciada em 1o de agosto, ficaram em 286.700 fardos na semana encerrada em 28 de janeiro. Representa um recuo de 11% frente à semana anterior e uma elevação de 5% sobre a média das  últimas quatro semanas. O maior importador foi a China, com 85.400 fardos.

    Para a temporada 2021/21, foram mais 3,8 mil toneladas. As informações são do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA

     Os contratos com entrega em março/2021 fecharam no dia a 84,28 centavos de dólar por libra-peso, alta de 3,29 centavos, ou de 4,1%. Maio/2021 fechou a 85,49 centavos, com valorização de 3,16 centavos, ou de 3,8%.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) – Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA