OIC estima superávit na oferta mundial de café 2020/21 de 5,3 mi scs

313

    Porto Alegre, 05 de fevereiro de 2021 – A Organização Internacional do Café (OIC) divulgou novos números de oferta e demanda para a temporada 2020/21, que reforçam o cenário de tranquilidade no abastecimento global. Com esses novos dados, somando a temporada 2020/21 e a anterior 2019/20, ã OIC indica um superávit, ou sobra, na oferta mundial de 9,4 milhões de sacas.

      Segundo a OIC, a produção global de café no ano-safra 2020/21 (outubro-setembro) deve totalizar 171,896 milhões de sacas de 60 quilos, alta de 1,9% na comparação com 2019/20 (168,678 milhões de sacas), indicou a OIC em seu relatório mensal de acompanhamento do mercado.

    A produção mundial de café arábica deve atingir 101,875 milhões de sacas em 2020/21 (5,2%). Por outro lado, a safra de robusta deve cair 2,6%, totalizando 70,021 milhões de sacas.

     Já o consumo global de café em 2020/21, segundo OIC, atingirá 166,628 milhões de sacas, com alta anual de 1,3% (164,530 milhões de sacas em 2019/20).

     Com isso, o mercado global de café terá superávit entre a oferta e a demanda na ordem de 5,268 milhões de sacas em 2020/21, após um excedente de 4,148 milhões de sacas observado em 2019/20.

     Conforme a OIC, a alta na produção global de café será determinada principalmente pela maior safra no Brasil, colhida em 2020, em ano de ciclo alto na produção de café arábica, e também em outras origens, como a Colômbia. Já a safra global de café robusta deve cair em grande parte por conta de uma redução na safra vietnamita.

EXPORTAÇÕES

     As exportações de café dos países membros e não-membros da OIC totalizaram 10,970 milhões de sacas de 60 quilos em dezembro, terceiro mês da safra mundial 2020/21 (outubro/setembro), contra 10,812 milhões de sacas registradas no mesmo mês de 2019, elevação de 1,5%.

     As exportações acumuladas dos três primeiros meses da safra 2020/21 (entre outubro e dezembro) somaram 31,594 milhões de sacas, alta de 6,1% em relação ao mesmo período de 2019/20, quando foram embarcadas 29,785 milhões de sacas.

     Conforme a OIC, o Brasil exportou 4,260 milhões de sacas de café em dezembro, contra 3,073 milhões de sacas no mesmo mês de 2019, alta de 38,6%. Já entre outubro e dezembro de 2020, o maior produtor mundial exportou 13,498 milhões de sacas de café, contra 10,024 milhões de sacas no mesmo período de 2019, alta de 34,7%.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA