NY finalmente realiza lucros e algodão despenca mais de 4%

220

     Porto Alegre, 25 de fevereiro de 2021 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures) para o algodão fechou com preços em forte baixa. Após atingir patamares recordes nas últimas sessões, fatores técnicos e o desempenho negativo dos grãos em Chicago serviram de pretexto para fundos e especuladores realizarem lucros.

     As vendas líquidas semanais não surpreenderam. Foram melhores que as da semana passada (que foi baixa em função dos feriados, segunda nos EUA e semanal na China). “Em relação aos registros de exportação, o único ponto negativo é que em fevereiro desde ano o acumulado é 30% menor que o do ano passado. No entanto, no acumulado do ano comercial apresenta alta de 14%”, ressalva o analista de SAFRAS & Mercado, Élcio Bento.

     O analista lembra que a realização foi no período da tarde, bem depois da divulgação das vendas líquidas. “Por isso, não vejo um ponto fundamental que justificasse uma queda desse tamanho senão a realização”, disse.

     Bento destaca que 91% das posições não comerciais eram compradas no mercado. Uma situação de sobrecompra que precisava de notícias altistas vindas do lado fundamental para evitar realizações mais acentuadas. “Com uma alta de quase 14% em relação ao mesmo período do mês e de 43% sobre o ano anterior – tendo partido de menos de 48 cents em abril/20 e – depois de nove sessões de alta seguida, não é de estranhar que alguém decidisse colocar dinheiro no bolso”, finalizou.

     Os contratos com entrega em maio fecharam a 89,69 centavos de dólar por libra-peso, baixa de 4,00 centavos, ou de 4,26%. Julho/2021 fechou a 90,37 centavos, com perda de 3,96 centavos, ou de 4,19%.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) – Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA